Desenvolvida por alunos do Grêmio Náutico da UFRJ, a embarcação competiu no Desafio Solar Brasil alcançando a 3ª colocação. O barco foi construído utilizando fibra de carbono o que possibilitou maior resistência estrutural e menor peso do casco. O fato da embarcação ter sido testada durante o Desafio Solar 2009 permite a Equipe Solar Brasil aprimorar o sistema propulsivo e de gerenciamento de energia. Atualmente a equipe está se dedicando à fabricação de diversos propulsores, um para cada condição de luminosidade. Os hélices do Ipanema estão sendo fabricados em aço inox e alumínio, utilizando a tecnologia de controle numérico para a usinagem das peças.

A equipe também está trabalhando na melhoria do sistema de acumulo de energia. Novas baterias que utilizam Íons de Lithium, mais modernas e de menor peso, foram encomendadas da China e em breve estarão instaladas para testes na Baía de Guanabara.

Anúncios