A embarcação Copacabana foi desenvolvida como um aperfeiçoamento do barco que foi à Holanda em 2008, por isso leva o mesmo nome. A nova embarcação possui um conceito semelhante porém as novas regras da competição fizeram com que os projetistas desenvolvessem uma nova maneira de manter a estabilidade do barco, dois flutuadores foram adicionados às laterais da embarcação. Com isso o casco principal é mais estreito o que possibilita menor resistência ao avanço em altas velocidades.

O casco será construído em One-Off de fibra de vidro com espuma de PVC. Além do aprimoramento do casco o novo Copacabana contará com um moderno sistema propulsivo. Esse sistema, projetado e construído no Pólo Náutico, utilizará as mesmas engrenagens dos motores de popa de potência similar, aumentando assim a confiabilidade do conjunto. Responsável pela transformação da energia elétrica captada pelos módulos fotovoltaícos em energia mecânica, o motor elétrico utilizado pela equipe será importado da Alemanha e possui altíssimo rendimendo devido a utilização de imãs de alta qualidade. Atualmente a equipe trabalha na otimização da relação mecânica entre o motor e os diversos propulsores desenvolvidos.

Anúncios